"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Estado compra gomil de porcelana chinesa do início do século XVI por 825 mil euros

A peça, que testemunha o início das relações comerciais entre o Portugal manuelino e a China do período do imperador Zhengde (1506-1521), vai completar a coleção do Museu Nacional de Arte Antiga.

Colar que pertenceu a Maria Pia, adquirido para o Palácio Nacional da Ajuda DR

O Estado português vai adquirir, por 825 mil euros, um gomil (jarro de boca estreita) de porcelana chinesa do início do século XVI, que deverá ser incorporado na coleção do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), e ainda, por 35 mil euros, uma joia que pertenceu à rainha Maria Pia, destinada ao Palácio Nacional da Ajuda, anunciou esta quarta-feira o Ministério da Cultura (MC).

Ambas as aquisições serão feitas através da Comissão para Aquisição de Obras de Arte para os Museus e Palácios Nacionais, criada este ano, no âmbito da revisão do Estatuto do Mecenato Cultural, com um orçamento de dois milhões de euros. O gomil será comprado à Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, ao passo que a joia – um conjunto formado por colar e brincos com pérolas, turquesas e camafeus, no seu estojo original, deixado em testamento pela arquiduquesa Maria Luísa da Toscana (1798-1857) à sua sobrinha-neta Maria Pia de Sabóia – estava na posse de um particular que o comunicado do MC não identifica.

O Estado português vai adquirir, por 825 mil euros, um gomil (jarro de boca estreita) de porcelana chinesa do início do século XVI, que deverá ser incorporado na coleção do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), e ainda, por 35 mil euros, uma joia que pertenceu à rainha Maria Pia, destinada ao Palácio Nacional da Ajuda, anunciou esta quarta-feira o Ministério da Cultura (MC).

Ambas as aquisições serão feitas através da Comissão para Aquisição de Obras de Arte para os Museus e Palácios Nacionais, criada este ano, no âmbito da revisão do Estatuto do Mecenato Cultural, com um orçamento de dois milhões de euros. O gomil será comprado à Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, ao passo que a joia – um conjunto formado por colar e brincos com pérolas, turquesas e camafeus, no seu estojo original, deixado em testamento pela arquiduquesa Maria Luísa da Toscana (1798-1857) à sua sobrinha-neta Maria Pia de Sabóia – estava na posse de um particular que o comunicado do MC não identifica.

 

Gomil de porcelana chinesa do início do século XVI, adquirido para o Museu Nacional de Arte Antiga DR



por Lusa e Público | 20 de maio de 2023
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Jornal Público

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
93,348,438