"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Notícias

Eduarda Dionísio (1946-2023)

Escritora, pedagoga, animadora cultural, ficcionista, dramaturga, ensaísta, Eduarda Dionísio morreu aos 77 anos. Tradutora de Shakespeare, Schnitzler, Brecht, Müller e Fosse), foi uma figura muito relevante de uma geração politicamente empenhada, antes e depois do 25 de Abril de 1974.

Foi autora de um importante estudo sobre a cultura em Portugal com um título irónico, ‘Títulos, Ações, Obrigações’, de 1993, que corresponde à sua atitude perante a vida, centrada na compreensão da fragilidade humana e na valorização do sentido crítico. Escreveu romances que se traduzem no balanço desencantado, mas não desistente, da militância e da educação sentimental. Ativista incansável, colaborou como Bando e com o Teatro da Cornucópia, nomeadamente com uma importante colagem de textos de Raul Brandão, ‘Primavera Negra’. Nascida em Lisboa, era filha do escritor e pintor Mário Dionísio e da professora Maria Letícia Silva, Eduarda Dionísio era licenciada em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa. Como seus pais, foi professora do ensino secundário e destacou-se sempre por um intenso envolvimento social e político, sobretudo nas décadas de 1970 e 1980. Participou em exposições coletivas de artes plásticas, escreveu diversas antologias de textos literários portugueses e participou ativamente na dinamização teatral. Eduarda Dionísio dirigia a Casa da Achada, em Lisboa, onde se encontra o espólio de seu pai. A estreia literária ocorreu em 1972 com “Comente o Seguinte Texto”, no qual revela um método narrativo especial, evocando o ambiente onde alunos prestam provas, perante um texto sob a vigilância do professor de português. Assinou ainda com Antonino Solmer, a peça “Dou-Che-Lo Vivo, Dou-Che-Lo Morto”.

O Centro Nacional de Cultura apresenta sentidas condolências à família e amigos e homenageia a cidadã e a sua militância ativa em prol da educação e de uma cultura livre e criadora.

Agenda
Exposições

"Filhos de 74"

APOIARTE - Casa do Artista 12 Abr a 30 Jun 2024

Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

"A GRANDE VIAGEM 2: ENTREGA ESPECIAL"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para as antestreias agendadas para 21 de abril (domingo) às 11h00, em Gaia e Lisboa. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!

Passatempo

Ganhe convites duplos para o ciclo de cinema da ANIMar 19

Em parceria com a Solar - Galeria de Arte Cinemática, oferecemos convites duplos para as próximas sessões de cinema da ANIMar 19 no Teatro Municipal de Vila do Conde, onde serão exibidos os filmes "Pesca do Bacalhau", "Å Seile Sin Egen SJØ (Vida Costeira)", "A Extraordinária Aventura do Zéca" e "Até Amanhã, Mário".

Passatempo

Ganhe convites para a peça "A LIBERDADE É UMA MALUCA"

Em parceria com o Teatro do Bairro, oferecemos convites duplos para uma peça escrita e encenada por Hugo Mestre Amaro que, evidenciando o impacto de algumas decisões políticas e ocorrências sociais no contexto da vida privada, constitui uma sátira que intenta ser um retrato de um Portugal herdeiro, nestas últimas cinco décadas, da Revolução dos Cravos. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
90,670,539