"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Diálogos Intergeracionais: à conversa sobre Ciência, Cultura e Política

A próxima mesa-redonda terá lugar no dia 15 de outubro, às 18h, e o tema em debate será “Associações e sociedades científicas: passado, presente e futuro”.

15 Out   |  18h00

Centro Nacional de Cultura - Galeria Fernando Pessoa
Largo do Picadeiro, 10-1º (ao lado do Café No Chiado)
Preço
Entrada livre


O Ciclo “Diálogos Intergeracionais: à conversa sobre Ciência, Cultura e Política Científica” tem em vista debater as prioridades da política pública de CTI – Ciência, Tecnologia e Inovação e os seus processos de formulação e implementação.

Partimos da convicção democrática de que os hábitos de discussão – saudável e construtiva – são fundamentais à comunidade científica portuguesa e ao curso das políticas científicas, mobilizando os atores sociais e a massa crítica disponível para pensar o passado, o presente e o futuro da investigação e inovação e suas respetivas políticas em Portugal.

 

MESA REDONDA 2 :: 15 de outubro de 2019
ASSOCIAÇÕES E SOCIEDADES CIENTÍFICAS: PASSADO, PRESENTE E FUTURO
Que papel para as ASCs hoje; participação da comunidade científica nos processos de decisão sobre políticas científicas; novos media e participação da sociedade civil no debate sobre as ciências e o papel do conhecimento.

MODERAÇÃO: Maria Eduarda Gonçalves [ISCTE, Dinâmia’CET]

ANTÓNIO M. GALOPIM DE CARVALHO [UL] 
Formou-se em Ciências Geológicas e, atualmente, é professor universitário jubilado pela Universidade de Lisboa. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, e foi fundador da FEPASC – Federação Portuguesa das Associações e Sociedades Científicas. Cientista, pedagogo, geólogo e divulgador de ciência, assinou mais de duas centenas de livros, artigos, peças de ficção e artigos de opinião. Empenhou-se em particular na defesa da Geologia e do património geológico, sendo inclusive conhecido como o ‘pai dos dinossauros’ e da preservação desses vestígios arqueológicos em Portugal. Juntamente com vários prémios, foi recentemente distinguido pela Universidade de Évora com o grau de Doutor Honoris Causa.

JOSÉ HIPÓLITO MONTEIRO [SPCN]
Geólogo e oceanógrafo que se notabilizou como um dos pioneiros portugueses da geologia marinha, tendo participado na elaboração da Carta geológica de Portugal, em estudos das ilhas barreiras, e na cartografia extensão da plataforma continental. Formado em Ciências Geológicas pela Universidade de Lisboa e graduado em Oceanografia pelo conhecido Scripps Institute of Oceanography, San Diego, Califórnia (Estados Unidos). Investigador do Instituto Hidrográfico da Marinha, de onde saiu em 1971, e investigador nos Serviços Geológicos de Portugal, onde dirigiu do Departamento de Geologia Marinha (1987-1997). De 2003 a 2004 foi Vice Chairman do ECORD – European Consortium for Ocean Research Drilling.

ANA DELICADO [ICS] 
Formada em Sociologia, é investigadora auxiliar do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa. Trabalha principalmente na área dos estudos sociais de ciência, tendo conduzido e publicado estudos sobre as associações científicas em Portugal. É docente de nível superior em programas de pós-graduação do ICS – Programa Doutoral em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, Programa Doutoral em Sociologia OpenSoc, Mestrado em Cultura Científica e Divulgação das Ciências. Em termos associativos, pertence à Associação Portuguesa de Sociologia, à European Sociological Association e à EASST European Association of Studies of Science and Technology. Tem desenvolvido múltiplas atividades de envolvimento do público com as Ciências Sociais.

JOSÉ VICTOR MALHEIROS [Público Digital] 
Dentre várias responsabilidades nos média em Portugal, inclusive como colunista assíduo, destacou-se como jornalista do diário o Público, onde foi Editor Executivo (2007-2008), sete anos Editor-Chefe dos serviços online (2000-2006) e dez anos Editor da secção de Ciência e Tecnologia (1989-1999). Tem-se dedicado às áreas da Ciência, Tecnologia, Internet, Educação, Saúde e Ambiente. Dentre suas publicações, destaca-se a autoria, conjunta com António Granado, do estudo Cultura Científica em Portugal (Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2015). Foi professor convidado do Mestrado de Comunicação de Ciência da Universidade Nova de Lisboa (2012-2015). Atualmente é consultor de Comunicação de Ciência.

 

Próximas sessões:
12 de novembro | “Duas culturas: uma dicotomia ultrapassada?
10 de dezembro | “As novas tecnologias e os desafios do futuro

Participação aberta ao público, mediante inscrição gratuita para: alexandra.prista@cnc.pt

 




 

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
58,648,165
>