"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Concertos

Agosto no Teatro Maria Matos com Salvador Sobral

Salvador Sobral é uma das apostas da programação de arranque do Teatro Maria Matos onde levará a palco três dos seus projetos, às segundas e terças, a partir da segunda semana de agosto.

10 Ago a25 Ago

Teatro Maria Matos
Av. Frei Miguel Contreiras 52, 1700-213 Lisboa


A começar nos dias 10 e 11, com Salvador Sobral Canta Brel, o espetáculo que apresentou no início do ano num ciclo de concertos únicos (e esgotados) no CCB, em Lisboa; na Casa da Música, no Porto; e no Teatro Aveirense. 

Nos dias 17 e 18 o Maria Matos recebe Alma Nuestra, banda que partilha com Victor ZamoraNelson Cascais e André Sousa Machado, resultante da paixão pelas canções de Cuba e da América Latina e pelo Jazz, com álbum homónimo editado em Portugal, em outubro de 2019, e internacionalmente, no passado mês de junho, pela Warner Music Spain. 

Já perto do final do mês, nos dias 24 e 25Salvador Sobral apresenta-se em quinteto. No repertório incluirá temas dos seus álbuns anteriores - Excuse Me e Paris, Lisboa, e apresentará, em primeira mão, alguns dos originais do novo registo discográfico, cujo lançamento está previsto para o próximo ano. Este será também o momento de dar a conhecer a nova banda que o acompanhará em estúdio e na estrada de agora em diante, da qual fazem parte os habituais Bruno Pedroso, na bateria, e André Rosinha, no contrabaixo, aos quais se juntam André Santos, na guitarra e Max Agnas, no piano.  

SALVADOR SOBRAL CANTA BREL
10 e 11 de agosto | 21h | Bilhetes: 14€ - 16€ 
A célebre chanson française remete para um universo musical com uma linguagem singular onde a palavra assume um papel primordial na construção das canções. 
Jacques Brel é um nome basilar da cultura francófona com carimbo impresso em várias manifestações artísticas, que vão do cinema à música. Foi na última que afirmou a sua identidade como um dos mais consagrados intérpretes do século passado - ultrapassando as fronteiras da sua Bélgica natal e da França que o acolheu. Um contador de histórias (quer através da palavra, quer da intensidade das suas performances) que apaixonou Salvador Sobral e o levou a criar este ciclo de concertos onde a proposta se explica no título: cantar Brel. 
Para a concretizar rodeou-se de músicos que compreendem esta linguagem musical em toda a sua complexidade e riqueza.

Salvador Sobral Voz | Samuel Lercher Piano e moog | Nelson Cascais Contrabaixo e baixo elétrico | Ana Cláudia Serrão Violoncelo | André Santos Guitarra e cordofones madeirenses | Diogo Duque Trompete, fliscorne e flauta transversal | Inês Vaz Acordeão | Joel Silva Bateria

ALMA NUESTRA 
17 e 18 de agosto | 21h | Bilhetes 14€ - 16€
“Na vida fui passando por várias obsessões musicais temporárias: Stevie Wonder na infância, Hip-Hop na adolescência, mais recentemente a Chanson Française, etc.... Todavia, existem duas correntes musicais que, depois de terem entrado na minha vida, não mais me abandonaram - o Jazz e a Música Cubana. Ora, numa bela noite de Primavera lisboeta conheci, no "Onda Jazz", um verdadeiro filho destas duas sonoridades, Victor Zamora, pianista cubano com colcheia de jazzman, que viria a revelar-se o cúmplice idóneo para criar um projeto que juntasse estas duas paixões. E assim foi, Alma Nuestra foi crescendo a par com a nossa amizade. Sentávamo-nos os dois ao piano e dávamos início ao nosso processo criativo: pegar num bolero antigo e destruí-lo completamente, sem vergonha nenhuma na cara.  Mais tarde juntaram-se outros dois parceiros a este crime tropical - Nelson Cascais e André Sousa Machado que, com as suas ideias cheias de sensibilidade e musicalidade, trouxeram o que faltava para definir a identidade desta alma nossa.”
Salvador Sobral

Salvador Sobral Voz | Victor Zamora Piano | Nelson Cascais Contrabaixo | André Sousa Machado Bateria

Salvador Sobral Quinteto
24 e 25 de agosto | 21h | Bilhetes: 14€ - 16€
Enquanto preparara o próximo registo de estúdio, Salvador Sobral continua na estrada com Paris, Lisboa, álbum em nome próprio lançado no início de 2019 que o tem levado numa extensa digressão nacional e internacional.
Ao vivo as músicas saem do disco e elevam-se a outra esfera ganhando múltiplas vidas, não é por acaso que se diz que Salvador Sobral não dá dois concertos iguais. A paixão e vivacidade com que se entrega a cada atuação fazem com que cada concerto seja um momento irrepetível.
Nestes concertos o público poderá já ouvir alguns dos temas inéditos que está a preparar para o próximo disco e conhecer a banda que lhes dará corpo.

Salvador Sobral Voz | André Rosinha Contrabaixo | André Santos Guitarra | Bruno Pedroso Bateria | Max Agnas Piano

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
54,064,878
>