"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Teatro e Dança

"O Burguês Fidalgo" estreia-se no TeCA no arranque da temporada

Com encenação e dramaturgia de Ricardo Alves, o espetáculo assinala a primeira incursão do Teatro da Palmilha Dentada no reportório clássico.

6 Ago a23 Ago

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, 4050-449 Porto


O Teatro da Palmilha Dentada faz a honras da casa e estreia o primeiro espetáculo no arranque da temporada 2020-2021 dos espaços do Teatro Nacional São João (TNSJ). No dia 6 de agosto, O Burguês Fidalgo sobe ao palco do Teatro Carlos Alberto (TeCA) para uma carreira que se prolonga até ao dia 23 desse mês. Ricardo Alves, responsável pela encenação e dramaturgia do espetáculo, “reinventou” a comédia-balé de Molière de 1670, abrindo um novo capítulo na história da companhia portuense que, pela primeira vez, coloca numa ficha artística o nome de um autor do cânone dramático ocidental.

É “a partir de” e não “de” Molière que é construído este Burguês Fidalgo que vai agora estar em cena. A expressão poderá funcionar como um aviso ao público, denunciando assim uma apropriação da obra original, isto se pensarmos no significado do verbo partir: “fazer ou ficar em pedaços”. As 14 personagens em palco e os cinco atos – um que “não acontece” e outro que apresenta três versões – são apenas alguns dos elementos que fazem parte desta comédia de costumes travestida de musical ou vice-versa, um estilo já conhecido da companhia, que apresentou A Cidade dos Que Partem em 2009.

Numa coprodução TNSJ e Teatro da Palmilha Dentada, O Burguês Fidalgo pode ser visto à quarta-feira e ao sábado, às 19h00; à quinta e à sexta-feira, às 21h00; e ao domingo às 16h00. A récita do dia 16 de agosto conta com tradução simultânea em Língua Gestual Portuguesa, estando ainda agendada uma conversa no final do espetáculo. O preço dos bilhetes é de 10 euros.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
54,064,761
>