"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Concertos

Coro do TNSC e Orquestra Sinfónica Portuguesa apresentam-se em Lisboa e nas Caldas da Rainha

Dias 17, 18 e 20 de novembro, sempre às 20h, no Palácio Nacional da Ajuda, apresentamos dois concertos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos; e um concerto das Cordas da Orquestra Sinfónica Portuguesa. Este concerto repete dia 22 nas Caldas da Rainha.

17 Nov a20 Nov

Palácio Nacional da Ajuda
Largo da Ajuda, 1349-021 Lisboa

22 Nov

Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha
R. Dr. Leonel Sotto Mayor, 2500-227 Caldas da Rainha


O Maestro Kodo Yamagishi garante a regência dos dois concertos com elementos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos agendados para a Sala D. Luís do Palácio Nacional da Ajuda.

Na terça-feira, dia 17, às 20h, serão os naipes masculinos a apresentar-se num programa que abre na Viena das primeiras décadas do século XIX, com alguns exemplos das deliciosas obras que Schubert muitas vezes escreveu para serem executadas por ele e pelos amigos nos salões burgueses, ou em cafés e tabernas, em franca camaradagem musical.

Segue-se uma série de obras que refletem abordagens mais transcendentes e espelham o fenómeno religioso. O âmbito será musicalmente alargado, pois teremos obras de tradições tão diferentes como são as de Bruckner, Rossini ou Franck. Também se abrirá literariamente a paradigmas não cristãos: do compositor inglês Gustav Holst vai poder ouvir-se uma curiosa abordagem dos grandes textos religiosos hindus.

A despedida será no século XX. Ficaremos no domínio da fábula, com as delicadas peças corais de Jean Françaix.

Na quarta-feira, dia 18, às 20h, serão os naipes femininos a apresentar-se. Na primeira parte, surgirá a cultura alemã romântica em toda a sua pujança, com obras de Schubert e de Schumann que musicam textos de Walter Scott, Grillparzer e Uhland. Encontraremos o Romantismo no seu estertor com a obra de Viana da Mota, prova da imersão do pianista e compositor no ensino e na cultura alemães.

Posteriormente, teremos um «paradigma francês», com as obras de Hahn e Fauré. Deste último, a curiosa e menos divulgada música de cena escrita em 1888 para a reposição do drama «Calígula» de Alexandre Dumas.

A produção nacional encerrará o concerto com uma estilização de música popular do açoriano Francisco de Lacerda e com uma obra de Eurico Carrapatoso que nos recordará, uma vez mais, a enorme ligação da produção deste compositor transmontano contemporâneo à grande poesia universal.

Na sexta-feira, dia 20, às 20h, as Cordas da Orquestra Sinfónica Portuguesa interpretam um programa pensado e dirigido pelo violinista Pedro Meireles, concertino da OSP, onde haverá espaço para um brilhante andamento do Concerto para violino em Ré menor e a Sinfonia para cordas n.º 6 de Mendelssohn; uma obra de Joly Braga Santos estreada em Lisboa em 1951 (Concerto em Ré para orquestra de cordas op. 17) e as Danças Folclóricas Romenas Sz. 56 de Béla Bartók, música folclórica escrita para orquestra.

Este programa será interpretado no dia 22, às 16h30, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha.

NOTA
Para os concertos no Palácio Nacional da Ajuda, os bilhetes têm preço único de 10€ e são vendidos exclusivamente na BOL — Bilheteira Online https://tnsc.bol.pt/ e/ou na bilheteira do TNSC, não havendo possibilidade de os adquirir no local do concerto.

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o concerto de Théo Ceccaldi e Roberto Negro

Ceccaldi e Negro são duas estrelas em ascensão no panorama do jazz europeu e sobem ao palco do Auditório de Espinho no dia 27 de novembro (sexta-feira), para um concerto muito especial. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores! 

Visitas
55,203,740
>