"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Exposições

Eduardo Salavisa (1950-2020) pelo traço dos amigos

À exposição “Um Cadeirão e 96 retratos”, de Eduardo Salavisa, acrescentámos uma pequena galeria de retratos de Salavisa (1950-2020) realizados por amigos do artista que nos deixou no passado dia 7 de novembro.

9 Nov a29 Nov

Museu Bordalo Pinheiro
Campo Grande, 382 | 1700-097 Lisboa


Surge assim a mostra "Eduardo Salavisa pelo traço dos amigos". Pode visitar a exposição dentro da exposição, no Museu Bordalo Pinheiro, até dia 29 de novembro, ou visitar a nossa página e galeria virtual em homenagem a Salavisa, nome incontornável do desenho e da sua divulgação em Portugal.

Eduardo Salavisa
Nasceu em Lisboa, onde viveu e trabalhou. Andou pela Escola de Belas Artes de Lisboa onde se licenciou em Design de Equipamento por volta de 1980. Trabalhou em Design Industrial, concebendo algumas peças que depois eram produzidas, em reduzido número, e comercializadas. As que lhe deram mais gozo foram uns brinquedos de madeira. Devido a vários condicionalismos, o Design deixou-lhe algumas desilusões, dedicando-se mais à pintura. Fez algumas exposições, de pintura e de desenho, sendo sobretudo o desenho que o interessou pelo seu carácter experimental e por ser mais um processo que um resultado. Por esta razão começou a interessar-se pelos Diários de Viagem, ou Gráficos, pelo registo sistemático do quotidiano, pelo seu carácter lúdico e simultaneamente didático. Foi professor no ensino secundário na Escola Secundária Pedro Nunes, em Lisboa. Além de fazer o seu próprio Diário, não só em viagem mas quotidianamente, estudou os de outros autores, utilizando-os nas suas aulas e nas de outros professores. Deixou-nos no passado dia 7 de novembro de 2020.

Horário do museu 
Terça a Domingo, das 10h às 18h

Informações
bilheteira@museubordalopinheiro.pt // +351 215 818 540

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o concerto de Théo Ceccaldi e Roberto Negro

Ceccaldi e Negro são duas estrelas em ascensão no panorama do jazz europeu e sobem ao palco do Auditório de Espinho no dia 27 de novembro (sexta-feira), para um concerto muito especial. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores! 

Visitas
55,203,452
>