"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Encontros

Sessão Fantasma #2 | Público(s)

Na sua segunda edição, a Sessão Fantasma centra-se no tema dos públicos da cultura convidando alguns agentes culturais locais - exemplos de boas práticas - a debater temas como públicos e território, o ensino artístico como potenciador de novos públicos, públicos em ambiente digital ou estratégias de captação e fidelização de novos públicos.

23 Out   |  16h00

Café Xeiririnho
Parque do Choupal
Torres Vedras
Preço
Entrada livre
Com estas sessões, o Coletivo Fantasma pretende dinamizar um espaço público e informal de diálogo, dedicado à promoção do debate e do pensamento crítico em torno de temas centrais da cultura contemporânea nas suas mais diversas manifestações e expressões.

Partindo metodologicamente de uma perspetiva essencialmente local, o enfoque destas conversas visa o aprofundamento de questões ligadas a um território que nos é comum e centra-se em temas como a política cultural, a história, o património material e imaterial, a criação artística contemporânea, a formação artística e de públicos, o papel do associativismo local, a urgência da crítica cultural, as novas tecnologias, a sustentabilidade, as boas práticas ou a promoção de novas estratégias para a cultura.

As sessões fantasma convocam para o debate, além de alguns convidados, a sociedade civil e o tecido associativo local, procurando a afirmação de um espaço de cidadania dialógico e de pensamento partilhado, plural, inclusivo, isento, democrático e aberto a todos os interessados.

Na sua segunda edição, a Sessão Fantasma centra-se no tema dos públicos da cultura convidando alguns agentes culturais locais - exemplos de boas práticas - a debater temas como públicos e território, o ensino artístico como potenciador de novos públicos, públicos em ambiente digital ou estratégias de captação e fidelização de novos públicos.

Sendo o conceito de público tão vasto como o de cultura, e sendo tantas vezes analisado como número ou estatística e não como o sistema complexo de identificação simbólica e de interacção que representa, torna-se premente mergulhar nestas questões. Aqui fica o convite!


Moderador: Jorge Reis (Emerge)

Conversa com:
Daniela Salazar ( IHA-NOVA (UNL) / ARTERIA_LAB (UNIV.Évora) )
Gonçalo Oliveira (ATV - Académico de Torres Vedras)
Ulisses Dias (BANG)
Agenda
Teatro e Dança

Feira de Outubro

AMAS - Auditório Municipal António Silva 27 Nov   |  21h00

Concertos

Maria Reis

Teatro Viriato 27 Nov   |  21h00

Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
62,830,622
>