"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Exposições

Rede Portuguesa de Arte Contemporânea a Norte assinala lançamento oficial com 14 exposições digitais

A Casa das Artes, no Porto, será a anfitriã do lançamento oficial da RPAC – Norte (Rede Portuguesa de Arte Contemporânea), evento que ficará marcado pela inauguração de 14 exposições digitais RPAC Norte na plataforma Google Arts & Culture.

20 Mai   |  11h00

Casa das Artes
Rua de Ruben A., n.º 210, 4150-639 Porto
Preço
Entrada livre

Disponíveis em português, inglês, espanhol e francês, as exposições podem ser consultadas a partir do próximo dia 20 de maio.

Entre outras presenças, o lançamento contará com a participação da Diretora Regional de Cultura do Norte, Laura Castro, do Presidente do Turismo do Porto e Norte, Luís Pedro Martins, do Diretor Geral das Artes, Américo Rodrigues, e de Helena Martins, Head de Políticas Públicas e Relações Governamentais do Google, que participará através de um depoimento em vídeo.

A manhã de 20 de maio assentará em alguns momentos-chave. Para além da apresentação oficial do projeto, destaque para o website www.rpacnorte.pt, para a divulgação dos primeiros vídeos promocionais da RPAC – Norte e para o lançamento das 14 exposições que passarão a integrar a página da RPAC – Norte na Google Arts & Culture.

Agenda | 20 de maio | 11.00 | Casa das Artes (Porto):

• Lançamento da Rede Portuguesa de Arte Contemporânea a Norte
• Apresentação do Website www.rpacnorte.pt
• Lançamento dos vídeos promocionais
• Lançamento das exposições Google Arts and Culture

Iniciativa sem fins lucrativos da Google, a plataforma Google Arts & Culture tem como objetivo preservar e divulgar digitalmente expressões culturais de relevância global. A parceria entre a Google Arts & Culture e a Direção Regional de Cultura do Norte levou à criação de uma página única da Rede Portuguesa de Arte Contemporânea para a qual foram desenvolvidas 14 exposições elaboradas com a curadoria dos parceiros da Rede.

Disponíveis em português, inglês, espanhol e francês para pessoas de todo o mundo, as exposições retratam as mais diversas temáticas, como o percurso de alguns artistas contemporâneos, a apresentação das obras que integram as coleções permanentes e destaques sobre atividades e exposições desenvolvidas pelos equipamentos. Uma colecção que alberga, para já, mais de 200 imagens de alta qualidade de diversas obras de arte contemporânea e que pode ser alargada. Pode ser consultada a partir de dia 20 de maio, na plataforma, sob os motes:

• O papel do inconsciente nos trabalhos dos surrealistas portugueses expostos na Fundação Cupertino de Miranda;
• Os serviços e equipamentos disponíveis na Casa da Arquitetura, desde os arquivos ao serviço educativo;
• Uma visão pelas exposições temporárias que estiveram patentes na Casa do Design;
• Uma vista geral do Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, com destaque ao mais recente trabalho da artista, “Inquietações”;
• Uma apresentação de 11 dos artistas representados no Centro de Arte Oliva;
• Uma visita às exposições de arte contemporânea que dialogam com a coleção permanente do Centro Internacional das Artes José de Guimarães;
• As coleções de mais de 50 arquitetos disponíveis na Fundação Marques da Silva, destacando o processo de estudo e criação dos arquitetos e as obras de Marques da Silva na cidade do Porto;
• Uma apresentação do conjunto patrimonial tutelado pela Fundação de Serralves;
• Uma viagem pelos países que Júlio Resende visitou e que serviram para influenciar diretamente a sua obra, conforme exposto no Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende;
• Uma viagem pela coleção do Museu Municipal Amadeo Souza de Cardoso começando pelas obras de Amadeo e mostrando outros artistas contemporâneos de Amarante e Portugal;
• Um percurso por algumas das obras mais emblemáticas do Museu Bienal de Cerveira, resultante da Bienal Internacional de Arte de Cerveira desde 1978;
• Uma visita ao Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, que cruza obras de Siza Vieira e do pintor Nadir Afonso, assim como de outros artistas de renome;
• Um percurso pelas esculturas ao ar livre espalhadas por Santo Tirso que integram o Museu Internacional de Escultura Contemporânea.

O website da RPAC – Norte será outro dos destaques do evento. Em www.rpacnorte.pt poderá encontrar informações sobre as coleções e/ou exposições temporárias de cada centro de arte/arquitetura; informações sobre a arquitetura/arquiteto de cada espaço; informações sobre as visitas, horários, localização, preços, serviços, acessibilidade e contactos; e conteúdos que associam as diferentes entidades à oferta cultural, gastronómica, e outros pontos de interesse, nos vários destinos.

Promovido pela Direção Regional de Cultura do Norte, com o apoio do Turismo do Porto e Norte de Portugal, o projeto RPAC-Norte procura dar a conhecer mais de 11 mil obras de arte, disponíveis em 11 cidades a Norte do país. Para além de potenciar a visita do público interno, com esta iniciativa pretende-se captar novos públicos, com foco nas regiões fronteiriças espanholas, dando-lhes conhecimento de rotas turísticas e culturais. Junta, pela primeira vez, 13 museus e centros de arte e de arquitetura contemporâneas na região Norte, numa iniciativa que visa a valorização territorial de 4 destinos turísticos distintos: Porto, Douro, Minho e Trás-os-Montes.

RPAC - Norte
São 13 as entidades envolvidas nesta Rede: Casa do Design e a Casa da Arquitectura, em Matosinhos; o Museu Bienal de Cerveira, em Vila Nova de Cerveira; a Fundação Serralves e a Fundação Marques da Silva, no Porto; o Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende, em Gondomar; o Centro de Arte Oliva, em São João da Madeira; o Museu Internacional de Escultura Contemporânea de Santo Tirso; o Museu do Surrealismo – Fundação Cupertino de Miranda, em Vila Nova de Famalicão; o Centro Internacional das Artes José de Guimarães, em Guimarães; o Museu Municipal Amadeo Souza-Cardoso, em Amarante; o Museu de Arte Contemporânea de Chaves – Nadir Afonso e o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança.

Google Arts & Culture
O Google Arts & Culture reúne tesouros, histórias e sabedoria de mais de 2.000 instituições culturais distribuídas por 80 países. Tal como a missão da Google é tornar a informação do mundo mais acessível, cabe à Arts & Culture tornar a cultura mundial acessível a qualquer pessoa, em qualquer lugar.
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
67,739,255