"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Literatura

Lançamento do livro O VENTO ESCREVE DE VIAGEM. POESIA REUNIDA

O vento escreve de viagem. Poesia reunida, de J. H. Borges Martins, editado pelo Instituto Açoriano de Cultura, será apresentado por Álamo Oliveira a 2 de junho, pelas 18h, na Livraria Solmar, em Ponta Delgada.

2 Jun 2023  |  18h00

Livraria Solmar
Avenida Infante Dom Henrique 71, Ponta Delgada
Preço
Entrada livre
Quarto volume da coleção Poesia deste Instituto, O vento escreve de viagem junta, num só volume, a obra poética de J. H. Borges Martins (1947-2014), quer os livros de poesia publicados, quer os dispersos e inéditos, num trabalho de recolha de Álamo Oliveira.

Borges Martins deixou uma obra poética singular e notável, onde se mesclam diferentes registos e reflexões, que fala das ilhas e das vivências arquipelágicas como metáfora do destino universal e individual. Na oficina deste poeta temos pontes entre o erudito e o popular, bem como modos e processos surrealistas, juntamente com um imaginário ligado a uma religiosidade pouco ortodoxa. 

J. H. Borges Martins nasceu a 30 de dezembro de 1947, em Angra do Heroísmo.

De 1968 a 1970, cumpriu serviço militar obrigatório em Angola, como mecânico da Força Aérea. Sofreu um grave acidente de viação, que cedo o afastou da vida ativa. 

Pertenceu ao grupo cultural açoriano Glacial, responsável por um movimento de modernidade nos Açores. Poeta, dedicou-se também ao estudo e recolha de cantorias, crendices e feiticeiras, bem como a estudos de índole histórica. Está representado nas antologias de Pedro da Silveira (1977) e de Ruy Galvão de Carvalho (1984) e é autor de diversos livros de poesia.

Como investigador, publicou: António Aleixo, pastor de versos (1978), Cantadores e improvisadores da ilha Terceira (séculos XIX e XX) (1980), Improvisadores da ilha Terceira: as suas vidas e cantorias (1989), Cantadores da ilha Terceira (1992), Crenças populares da ilha Terceira (1994), As velhas: cantigas de escárnio e maldizer (1996) e A justiça da noite na ilha Terceira (2006).

Faleceu na freguesia da Terra-Chã, a 25 de agosto de 2014.
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
93,348,150