"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Música

1ª Gala de Fado "A Voz do Operário"

A Gala vai contar com apresentação de Vítor de Sousa, Diamantina Rodrigues e José Nobre e no seu decorrer serão entregues os Prémios Voz do Operário 2017 a 13 ilustres personalidades do Fado.

12 Nov   |  15h00

Voz do Operário
Rua da Voz do Operário, 13, 1100-620 Lisboa


A ligação entre a Sociedade de Instrução e Beneficência A Voz do Operário e o Fado remonta aos finais do século XIX. Ao longo da história da instituição, inúmeras foram as personalidades do mundo do fado que ajudaram a manter viva uma atividade regular, através de sessões de fado realizadas ou apoiadas pela Voz do Operário. De igual modo, as páginas do jornal A Voz do Operário foram um espaço sempre aberto para muitos autores lá registarem os seus poemas, e defenderam o Fado enquanto expressão cultural, social e das classes trabalhadoras.

Por sua vez a Música Unida tem como princípio base a universalidade da Música em defesa da arte e da cultura. É cooperando na preservação do espólio cultural e do património imaterial da música e das tradições portuguesas, neste caso o Fado, que a Música Unida se junta à A Voz do Operário, contribuindo solidariamente na programação, organização e divulgação anual da Gala de Fado A Voz do Operário.

É esta relação indissociável ao Fado que A Voz do Operário e a Música Unida vêm agora celebrar com a realização anual da Gala de Fado A Voz do Operário, onde serão atribuídos prémios – uma estatueta estilizada, simbolizando o Fado – como forma de reconhecimento a personalidades ou instituições ligadas direta ou indiretamente ao Fado, e que são publicamente consideradas e reconhecidas pelo seu mérito, inovação, estilo e importante contributo para o Fado e, também, ao longo do seu percurso artístico, com A Voz do Operário.

A Gala vai contar com apresentação de Vítor de SousaDiamantina Rodrigues e José Nobre e no seu decorrer serão entregues os Prémios Voz do Operário 2017 a 13 ilustres personalidades do Fado nas seguintes categorias:

- Carreira: Maria Amélia Proença e António Rocha

- Poesia e Literatura: Mário Raínho e Fernando Campos de Castro

- Compositor: mestre António Parreira e Vital d'Assunção

- Artes e Espetáculo – Madrinha da Gala: Maria da Nazaré

- Solidariedade: Carlos do Carmo

- Divulgação: Grupo Sportivo Adicense

- Lisboa: Anita Guerreiro

- Revelação: Beatriz Felizardo e Pedro Junot

- Popular: José António Garcia

O cartaz da 1.ª Gala de Fado d’A Voz do Operário conta com a participação solidária de grandes nomes do mundo artístico, especialmente do Fado, tais como: Ana Maurício, António Pinto Basto, Augusto Ramos, Cidália Moreira, Conceição Ribeiro, Emma, Fernando Santos, Filipe Duarte, Hélder Moutinho, Jorge Baptista da Silva, Luís Matos, Maria da Nazaré e Vanessa Alves.

Bruno Netto é pintor e artista plástico responsável pela imagem oficial da Gala de Fado a Voz do Operário, inspirada na voz e na imagem da consagrada fadista Maria da Nazaré, quer para o cartaz, quer para estatueta dos Prémios Voz do Operário, bem como para o cenário da Gala. A imagem do cartaz é parte integrante do quadro que Bruno Netto doou à Voz do Operário para leilão com o objetivo de angariar fundos para nobre causa da Gala de Fado A Voz do Operário.

Honrando o Fado, personalidades e instituições, esta Gala tem um carácter intrinsecamente solidário, sendo voluntária a participação de todos os artistas, dado que um dos objetivos finais, além da sensibilização da importância para os valores da Sociedade de Instrução e Beneficência A Voz do Operário na sociedade portuguesa, é a angariação de fundos para as necessárias obras de requalificação do seu Salão de Festas, de forma a dar continuidade a todas as atividades culturais inerentes à sua atividade associativa.

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
54,484,243
>