"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Património Material

Igreja de Santiago e capela anexa, designada por Capela dos Cabrais

Distrito: Castelo Branco
Concelho: Belmonte

Tipo de Património
Património Material
Classificação
Monumento Nacional
Proteção Jurídica
14425, DG 136 de 15-10-1927; Dec. nº 129/77 DG 226 de 29-09-1977, Z.E.P., D.G., 2ª Série, nº 167 de 19-7-1960.
Identificação Patrimonial
Conjunto
Estilo(s)
Românico, Gótico, Renascença
Uso atual
Local de Culto
Proprietário/Instituições responsáveis
Câmara Municipal de Belmonte
Descrição

Monumento de traça romano-gótica, de fundação anterior ao reinado de D. Dinis. A igreja de Santiago pertencia ao padroado do rei, passando depois para os Cabrais por doação da Coroa.

Sobre a fundação da antiga matriz existem divergências: alguns afirmam dever-se a D. Maria Gil Cabral, mulher e prima de Gil Álvares Cabral, que a edificou na primeira metade do séc. XIII; segundo outros, aquela teria vivido um século mais tarde e seria filha ou irmã de D. Gil Cabral (posteriormente feito bispo da Guarda) que legara os seus bens a D. Maria Gil Cabral com a promessa de esta construir neste templo uma capela em honra de Nossa Senhora da Piedade e criar um morgadio, nomeando morgado um membro da família Cabral e nascido em Belmonte; neste caso então a sua intervenção na igreja, limitar-se-ia à doação da capela em honra de Nossa Senhora da Piedade. Há, assim, duas hipóteses: ou existem duas doadoras nesta família com igual nome, ou trata-se de uma confusão de nomes e datas.

A fachada românico-gótica da igreja foi alvo de uma remodelação setecentista, tendo os alçados laterais mantido a cachorrada medieval, esculpida, e que sustenta a cornija do beiral. O interior, de uma só nave, tem uma cobertura em madeira; à sua entrada, o coro é sustentado por duas colunas renascentistas. Uma imagem gótica, em tamanho natural, monolítica, representa uma «Pietá», esculpida em granito, e está inserida na capela gótica de Nossa Senhora da Piedade, do séc. XIV; de reduzidas dimensões, esta capela abre-se em dois fortes arcos quebrados, assentes em pilares com colunelos adossados e decorados com belos capitéis historiados, com cenas da vida de Fernão Cabral I, que lutou nos dois cercos de Ceuta, tendo perecido na primeira tentativa da conquista de Tânger, defendendo o Infante D. Henrique de quem era guarda-mor.

Encontra-se coberta por uma abóbada ogival, e inclui um túmulo com pedras de armas inscritas, que bloqueia a passagem aberta pelo arco quebrado paralelo ao eixo da nave da igreja. Ao lado, um arco em estilo gótico-flamejante encimado pelas pedras de armas da Vila de Belmonte e dos Cabrais, enquadra uma imagem de S. Sebastião. Junto encontra-se um singelo batistério de granito.

Constituem ainda motivo de interesse, o púlpito renascença onde se encontram inscritas as armas da Vila, sendo constituído por quatro peças: pia de água-benta, tribuna e dossel-nicho encimado por outro dossel.

Observam-se alguns frescos bastante deteriorados, sobrepostos, de épocas diferentes, na parede lateral da capela-mor, lado da Epístola; outros, mais completos, representando num tríptico central as figuras de Nossa Senhora da Esperança, Santiago e S. Pedro, podem ser vistos ao fundo da capela-mor, tendo sido restaurados pelo Instituto Dr. José de Figueiredo.

Na capela que serve de panteão dos Cabrais, anexa à igreja, com porta de acesso, foi edificada na segunda metade do séc. XV (estava em construção em 1483) e restaurada no séc. XVII; encontram-se nele vários exemplares de túmulos renascentistas. A torre de granito que se encontra ao lado destes monumentos data de 1860, e o adro que envolve o conjunto é de 1780.



Núcleos mais importantes
Panteão dos Cardais, Capela de Nossa Senhora da Piedade
Modo de funcionamento


Aberto de Terça a Domingo

HORÁRIO DE INVERNO (15 de Setembro a 14 de Abril): das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

HORÁRIO DE VERÃO (15 de Abril a 14 de Setembro): das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00

Encerra: Segundas-Feiras, 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro

Morada
Largo do Castelo
6250-048 Belmonte
Telefone
(+351) 275 088 698
Fonte de informação
CNC / Patrimatic
Bibliografia

GIL, Júlio e CALVET, Nuno, As mais belas igrejas de Portugal, Verbo, vol. I, Lisboa, 1988.

LOPES, Flávio (coord.), Património Classificado - Arquitectónico e Arqueológico - inventário, vol. I, IPPAR, Lisboa, 1993.

TAVARES, Joaquim Cardoso e MARQUES, Manuel, Subsídios para uma monografia da Vila de Belmonte, Câmara Municipal de Belmonte, [s.d.].

Data de atualização
04/07/2018
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

"A GRANDE VIAGEM 2: ENTREGA ESPECIAL"

Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites duplos para as antestreias agendadas para 21 de abril (domingo) às 11h00, em Gaia e Lisboa. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!

Passatempo

Ganhe convites duplos para o ciclo de cinema da ANIMar 19

Em parceria com a Solar - Galeria de Arte Cinemática, oferecemos convites duplos para as próximas sessões de cinema da ANIMar 19 no Teatro Municipal de Vila do Conde, onde serão exibidos os filmes "Pesca do Bacalhau", "Å Seile Sin Egen SJØ (Vida Costeira)", "A Extraordinária Aventura do Zéca" e "Até Amanhã, Mário".Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
90,895,242