"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Dia Nacional dos Centros Históricos

O Dia Nacional dos Centros Históricos, formalmente criado em 28 de março de 1993, encontrou, desde logo, entusiástico acolhimento na esmagadora maioria das autarquias com centro histórico.

A data escolhida para tais celebrações está intimamente ligada a uma das figuras da cultura portuguesa que melhor defendeu o património nacional - Alexandre Herculano. Nascido na cidade de Lisboa, em 28 de março de 1810, o insigne historiador e político jamais deixou de levantar a voz em prol do nosso legado histórico-cultural.

Ao instituir o “Dia Nacional dos Centros Históricos”, na data do aniversário natalício de Alexandre Herculano, o Governo e a APMCH quiseram homenagear, de forma “perene”, o espírito e a obra do “escritor de bronze que dignificou a língua, do historiador que renovou os métodos para a averiguação do passado e do homem de carácter que modelou um tipo de cidadania que muitos tomam ainda como espelho”. Simultaneamente, visaram criar uma nova oportunidade para a promoção das ações encetadas pelos municípios no que toca à salvaguarda dos seus centros históricos. Nesta conformidade, de Norte a Sul do país, incluindo as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, são anualmente apresentados, a 28 de março, os projectos concebidos, em curso ou já concretizados neste domínio que, a todos os municípios integrados na Associação, interessa, une e mobiliza.

O Dia Nacional dos Centros Históricos tornou-se como que o 10 de junho do património em Portugal. Com efeito, sem prejuízo das iniciativas promovidas em cada município, é, anualmente, designada uma autarquia para centralizar, em termos oficiais, as comemorações de tal acontecimento.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
49,027,512
>