"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Morte de Antonio Machado

A 22 de fevereiro de 1939, morreu Antonio Machado, um poeta espanhol pertencente ao Modernismo.

(Sevilha, 26 de julho de 1875 - Collioure, França, 22 de fevereiro de 1939)

A obra literária de Antonio Machado distingue-se em três etapas: a primeira é representada pelo livro “Soledades” (1903) e por “Soledades, Galerias e Outros Poemas” (1907), uma ampliação do livro anterior, ambos marcados pelo romantismo tardio do século XIX. Extremamente lírico e subjetivo onde o autor cultiva temas como a morte, o tempo e a melancolia.
A mudança para a cidade de Soria, na região de Castela, propiciou uma segunda etapa na obra do autor, caracterizada por uma poesia menos intimista. Nessa época publicou “Campos de Castlla” (1912), marcada pelo caráter descritivo, ao transmitir a imagem de uma região desolada e também pelo uso das formas do romanceiro popular.
Após a morte de sua esposa, Antonio Machado abandona Soria e reside sucessivamente em Baeza e Segóvia, até que em 1931 fixou residência em Madri. Nessa época publicou “Nuevas Canciones” (1924), marcada pela predominância do verso sobre a prosa, e “Poesias Completas” (1928), cujo tom sombrio e a indagação intelectual caracterizou a terceira fase de sua obra.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
93,346,806