"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Morte de Fernando Echevarría

A 4 de outubro de 2021, morreu o poeta português Fernando Echevarría.

(Cabezón de la Sal, 26 de fevereiro de 1929 - Porto, 4 de outubro de 2021)

Cursou Humanidades em Portugal e Filosofia e Teologia em Espanha. Exilado em Paris, em 1961, dedicou-se à atividade docente e dividiu a sua existência entre França, Argélia e Portugal.
A poesia de Echevarría insere-se na corrente antirrealista dos anos 50 do século XX, marcada sobretudo pela sensibilidade metafísica e artística e pelo "imaginismo".
Escreveu sempre em português, só ocasionalmente nas línguas espanhola e francesa, e colaborou em várias revistas como Graal, Eros, Colóquio/Letras e Limiar. Com uma extensa obra poética, depois de Entre Dois Anjos, seguiram-se em edições de autor ou de editoras diversas, os livros Tréguas para o Amor (1958), Sobre as Horas (1963), Ritmo Real (1971) — um livro de arte, com gravuras a relevo da autoria de Flor Campino, sua companheira de vida e de percurso literário —, A Base e o Timbre (1974), Media Vita (1979), Introdução à Filosofia (1981) e Fenomenologia (1984).
Dos vários prémios nacionais que recebeu, destacam-se o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, o Prémio António Ramos Rosa, o Prémio Fundação Luís Miguel Nava e o Prémio Dom Dinis.

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para "Distante - Paisagens, Máquinas, Animais"

Em parceira com o Auditório de Espinho, oferecemos convites duplos para o novo espetáculo de Dança Contemporânea de Né Barros, que terá lugar na próxima sexta-feira, 6 de outubro, às 21h30. Participe e habilite-se a ser um dos felizes contemplados!

Visitas
83,644,385