"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Morte de Diogo de Macedo

A 19 de fevereiro de 1959, faleceu o escultor e crítico de arte Diogo de Macedo.

(Vila Nova de Gaia, 22 de novembro de 1889 - Lisboa 19 de fevereiro de 1959)

Diogo de Macedo destaca-se como um dos mais importantes escultores da primeira geração de artistas modernistas portugueses. Para além da criação artística, a sua ação cultural teve um impacto particularmente decisivo no país, como um dos autores mais prolíferos sobre arte moderna e contemporânea, e enquanto comissário e museólogo, assumindo em 1944 a direção do Museu Nacional de Arte Contemporânea até ao final da vida.
 
  

Visitas
50,943,441
>