"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Morte de Miguel Bombarda

A 3 de outubro de 1910, faleceu o médico psiquiatra Miguel Bombarda, assassinado por um doente.

(Rio de Janeiro, 6 de março de 1851 - Lisboa, 3 de outubro de 1910)

Miguel Augusto Bombarda foi um médico, cientista, professor e político republicano português, figura cimeira na sua época.

Como médico dedicou-se principalmente às doenças do sistema nervoso, especializando-se em Psiquiatria. Participa também no lançamento das campanhas de prolifaxia contra a tuberculose.

Iniciou a sua carreira na política em 1908, como deputado adjudicado a Francisco Joaquim Ferreira do Amaral, então Presidente do Conselho; de tendências liberais e anticlericais, declarou-se abertamente como republicano, e dirigiu o Comité Civil do movimento para derrubar a Monarquia. No entanto, na véspera do início, a 4 de outubro, da Revolução Republicana em Portugal, vitoriosa no dia 5 de outubro de 1910, foi assassinado no seu gabinete do Hospital de Rilhafoles, por um doente mental.


 

 

Cerimónias fúnebres de Miguel Bombarda nos Paços do Concelho de Lisboa (Arquivo Municipal de Lisboa)

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
54,644,535
>