"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Morte de Manuel de Arriaga

No dia 5 de março de 1917 faleceu Manuel de Arriaga, um dos políticos portugueses mais notáveis da transição do século XIX para o século XX, e da monarquia para a república.

Horta, Matriz, 8 de julho de 1840 - Lisboa, 5 de março de 1917

Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue foi advogado, escritor e Presidente da República

Foi o primeiro Presidente da República de Portugal e não teve uma presidência fácil. As cisões dentro do partido republicano fizeram-se sentir durante a sua presidência. No seu discurso de posse, Manuel de Arriaga disse ser depositário da “simpática missão de chamar à conciliação, à paz, à ordem, à harmonia social a família portuguesa, em nome da Liberdade, em nome da República, em nome da nossa libérrima Constituição”. A missão não vai, no entanto, ser fácil. Para além de ser obrigado a construir a “presidência”, procurando dar dignidade ao cargo, Manuel de Arriaga também teve de fazer a gestão dos conflitos que nasciam entre os republicanos.



Cartaz da eleição de Manuel de Arriaga durante a 1.ª República


Retrato de Manuel de Arriaga por Columbano Bordalo Pinheiro © Museu da Presidência da República

 

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
54,518,363
>