"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Inauguração da Praça de Toiros do Campo Pequeno

No dia 18 de agosto de 1892 a Praça de Toiros do Campo Pequeno foi inaugurada. 


O Campo Pequeno afirma-se na atualidade, para além da tauromaquia, como palco das mais diversas manifestações artísticas, culturais e politicas, factos só possíveis depois das obras de restauro e requalificação que tiveram lugar entre 2000 e 2006.

Sendo uma das mais importantes salas de visita de Lisboa, o Campo Pequeno foi também testemunha e "interveniente" em grandes acontecimentos políticos do século XX, entre os quais uma mudança de regime (da Monarquia para a República, em 1910) e de diversos golpes de estado ocorridos depois da implantação da República.

O edifício, cujo projeto é da autoria do Arquiteto António José Dias da Silva, constitui uma das principais construções em estilo néo-árabe existentes em Portugal. A monumental praça, de forma circular e dotada de janelas de arcos de ferradura e ameias, tem quatro torreões orientados segundo os quatro pontos cardeais e que são encimados por cúpulas em forma de bolbo. A superfície do edifício é integralmente revestida com meio milhão de tijolos vermelhos, dando-lhe uma aparência típica da arquitetura ibérica. A escolha deste estilo arquitetónico deveu-se à crença corrente no século XIX de que as corridas de toiros teriam uma origem árabe, o que não corresponde à realidade.
O edifício está classificado como Imóvel de Interesse Público, por Decreto de 24 de janeiro de 1983.
 

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
67,759,191