"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

Morte de António Feliciano de Castilho

No dia 18 de junho de 1875 faleceu António Feliciano de Castilho, um conhecido escritor ultra romântico.

Lisboa, 28 de janeiro de 1800 - Lisboa, 18 de junho de 1875

Foi um escritor romântico português, polemista e pedagogista, inventor do Método Castilho de leitura. Em consequência de sarampo perdeu a visão quase completamente aos 6 anos de idade e aos 16 publicou o seu primeiro poema. Licenciou-se em direito na Universidade de Coimbra. Viveu alguns anos em Ponta Delgada, Açores, onde exerceu uma grande influência entre a intelectualidade local. Contra ele se rebelou Antero de Quental (entre outros jovens estudantes coimbrões) na célebre polémica do Bom-Senso e Bom-Gosto, vulgarmente chamada de Questão Coimbrã, que opôs os jovens representantes do realismo e do naturalismo aos vetustos defensores do ultra-romantismo.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
51,059,087
>