"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Efemérides

500 anos da morte de Fernão de Magalhães

Tal tragédia ocorreu na sequência de uma batalha que travou na ilha de Mactan, no centro das Filipinas, arquipélago que acabara de descobrir, depois de ter realizado a mais admirável viagem marítima de todos os tempos, durante a qual descobriu metade do planeta.

 
A evocação de Magalhães nos 500 anos da sua grande viagem e morte (1519-1521), serve para homenagear esse português que alcançou um lugar da maior proeminência na História Universal. É por isso necessário manter viva a memória desta personalidade que se tornou símbolo da força de vontade dos portugueses que realizaram os Descobrimentos.
Há que conhecer Magalhães como um homem que contribuiu decisivamente para um tempo em que se estava a iniciar o amplo e complexo processo da mundialização, o qual está na origem remota da globalização que agora vivemos.
Neste livro procede-se a uma exaustiva e profunda análise das fontes existentes sobre a vida e todas as viagens de Magalhães tendo em vista conhecer o melhor possível aquele que permitiu conhecer a Terra tal como ela é.
 ~ José Manuel Garcia, autor do livro «Fernão de Magalhães - herói, traidor ou mito»
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
60,134,172
>